Terapia da Fala

 

O Terapeuta da Fala é o profissional responsável pela prevenção, avaliação, tratamento e estudo científico da comunicação humana e perturbações relacionadas. Neste contexto, a comunicação humana envolve todos aqueles processos associados com a compreensão e produção oral e escrita da linguagem, bem como as formas apropriadas da comunicação não verbal (CPLOL).

  

O Origens do Ser dá especial enfasê à prevenção realizando assim rastreios e acções de formação a Professores, Educadores, Pais e/ou Cuidadores e outros Técnicos. Através da intervenção precoce e da divulgação da informação é possível atenuar os riscos de alterações a longo prazo.  

 

Os Terapeutas da Fala do Origens do Ser previligiam a articulação e a partilha de informação com outros profissionais (Professores, Médicos e outros Técnicos) intervenientes no processo de intervenção do utente.

 

As alterações que poderão necessitar de um acompanhamento em Terapia da Fala são:

  • Dificuldades de Aprendizagem da Leitura e da Escrita;

  • Dislexia;

  • Perturbações Articulatórias;

  • Alterações Auditivas;

  • Gaguez;

  • Disfonia - Voz;

  • Afasia (consequência de A.V.C., T.C.E.);

  • Disfagia (dificuldades na deglutição);

  • Atraso/Perturbações do Desenvolvimento da Linguagem.

 

 

 

 

Sinais de alerta

 Na criança:

- Tem dois anos e ainda não fala;

- Não reage à fonte sonora;

- Não diz um ou mais sons da fala;

- Faz trocas de sons ao falar, ler e/ou escrever;

- Tem uma voz nasalada;

- Apresenta dificuldade na leitura e na escrita;

- Tem mais de quatro anos e gagueja;

- Apresenta voz rouca com frequência;

- É necessário que o adulto fale de forma mais simples para que a criança o compreenda;

- Tem dificuldades na mastigação.

 

 No adulto:

- Sente a voz rouca;

- Sente cansaço enquanto fala;

- Apresenta dificuldade em mastigar ou deglutir (engolir) alimentos;

- Considera-se gago ou tem medo de falar por receio de gaguejar;

- Sofreu alterações na fala, na compreensão e/ou nomeação depois de um AVC ou TCE.


O que fazer?

Se detectar algum destes sinais deverá procurar um Terapeuta da Fala no sentido de ver esclarecidos estes sinais e se necessário iniciar intervenção o mais precocemente possível, para assim colmatar possiveis alterações a longo prazo.